DEPOIMENTO DE LULA (completo) a juíza substituta de Sergio Moro no caso do sítio de Atibaia

/ 15 novembro
DEPOIMENTO DE LULA (completo) a juíza substituta de Sergio Moro no caso do sítio de Atibaia

DEPOIMENTO DE LULA (completo) a juíza substituta de Sergio Moro no caso do sítio de Atibaia

Continue lendo
Pressionado pelas declarações de Bolsonaro, CUBA rompe acordo com o Brasil em relação ao MAIS MÉDICOS – Presidente diz que dará asilo aos que ficarem e condiciona atuação ao REVALIDA

fim do Mais Médicos

O presidente de Cuba, Raul Castro, decidiu nesta quarta-feira (14) retirar do Brasil todos os 11 mil médicos que estavam trabalhando em nosso país no programa “Mais Médicos” desde o governo de Dilma Rousseff.

De acordo com o documento divulgado pelo Ministério da Saúde de Cuba nesta quarta-feira, Bolsonaro “desrespeita a dignidade dos cubanos, em tom direto e depreciativo, ameaça a presença de nossas referências médicas e reitera que vai modificar os termos e condições do programa, com desrespeito à Organização Pan Americana da Saúde (Opas) e à Cuba”.

O governo de Cuba considerou inaceitável Bolsonaro questionar a dignidade, o profissionalismo e o altruísmo dos seus médicos que atualmente prestam serviços em 67 países.

O comunicado ressalta ainda as façanhas da luta contra o vírus Ebola na África, a cegueira na América Latina e no Caribe, a cólera no Haiti e a participação de 26 brigadas contra epidemias no Paquistão, Indonésia, México, Equador, Peru, Chile e Venezuela, entre outros países.

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou pelo Twitter que o governo cubano não aceitou as condições estabelecidas para manter o programa.

“Condicionamos a continuidade do programa Mais Médicos à aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou”, escreveu o presidente na rede social.
Caetés elegeu novo presidente da câmara de vereadores

Imagem relacionada

Foi eleito nesta quarta-feira (14), foi eleito o novo presidente da câmara de vereadores de Caetés, que deverá comandar o legislativo municipal no biênio 2019/2020. Na ocasião foi apresentada chapa única governista apoiada pelo prefeito, Armando Duarte.

Foram eleitos o vereador, Tonho de Nina (presidente), Rosana de Marli (vice-presidente). O atual presidente, Irmão Naldinho foi eleito o 1º secretário e Di Cabrinha como 2º secretário. A chapa recebeu 08 dos onze votos disponíveis. A oposição não compareceu à sessão de eleição da nova mesa diretora. Com informações de Júnior Almeida via blog do Roberto Almeida.
TABU na política de Saloá já dura 30 anos

Resultado de imagem para anisio godoy e rivaldo alves

Cada município possui suas particularidades quando o assunto é eleição, seja ela municipal ou estadual. Essas particularidades podem ser observadas no perfil dos candidatos e também na forma de voto do eleitor. E saber decifrar esses comportamentos é fundamental para quem desejar aventurar-se na política. Hoje vamos abordar “um” dos “tabus” existentes na política de Saloá.

Há exatos 30 anos, mais precisamente nas eleições de 1988 que o município criou um “TABU” em sua política, que até os dias atuais não foi quebrado. Nas eleições especificadas acima, os “prefeitos” deixaram de apoiar seus “vices” e passaram a apoiar adversários ou mesmo parentes seus, pessoas de sua confiança, ou como popularmente são conhecidos, “os laranjas”.

Até aquelas eleições, independentemente de vitória ou não, os governantes sempre retribuíam o apoio recebidos por seus vices em eleições anteriores e em sua maioria ganhavam as eleições.

Em 1988 o prefeito eleito em 1982 não apoiou seu vice. O mesmo ocorreu nas eleições de 1992, 1996, 2004, 2008 e 2012. As eleições de 2000 e 2016 foram reeleições dos prefeitos.

Se levarmos em consideração esses fatos históricos somados com o atual momento que perpassa a política saloaense é fácil cravar (mesmo em um prognóstico futuro onde é igualmente fácil errar), que as eleições de 2020 que se avizinham dificilmente o atual prefeito irá apoiar seu/sua vice.

O recente resultado obtido nas eleições pelo prefeito, as conversas dos aliados, as recentes declarações e o TABU na política local levam a crer que em 2020, o chefe do executivo terá candidatura própria, através da indicação de um parente ou pessoa de confiança.

Essas e outras histórias da política saloaense você verá em breve com a publicação do livro a História de Saloá, escrita por José de Freitas Sobrinho (In Memoriam), que passou cerca de 50 anos de sua vida pesquisando e escrevendo sobre a história de seu povo.
Ex-prefeito de PEDRA condenado por Improbidade Administrativa

ex-prefeito de Pedra, Francisco Carlos Braz Macêdo foi condenado a pagamento de multa e teve direitos políticos suspensos por cinco anos

juiz federal da 28ª Vara de Arcvoverde, Allan Endry Veras Ferreira, condenou o ex-prefeito de Pedra, Francisco Carlos Braz Macêdo, por improbidade administrativa. A ação foi proposta pelo Ministério Público Federal e se refere a irregularidades na execução de convênios celebrados entre o Município de Pedra/PE e o Ministério do Esporte. Na decisão, juiz estabeleceu multa e suspendeu os direitos políticos do ex-prefeito por cinco anos.

Um dos convênios (nº 608527) tinha por objeto a construção de uma quadra poliesportiva coberta e esteve vigente de 26/12/2007 a 30/11/2012. Foram repassados R$ 150.000,00 ao município, dos quais utilizados apenas R$ 20.403,62, restituindo-se o saldo não utilizado. Executou-se apenas 13,60% do objeto pactuado.

Já o outro convênio denunciado (nº 573558), tinha por objeto a construção de um campo de futebol, vigendo de 13/11/2006 a 10/11/2012. Foram repassados R$ 150.000,00 ao município, dos quais utilizados apenas R$ 26.648,24, restituindo-se o saldo não utilizado. Executou-se apenas 18,10% do objeto pactuado. Segundo o MPF, a fiscalização realizada pela Controladoria Geral da União verificou o abandono das obras, não existindo qualquer justificativa pelo gestor.

Prefeitura de Pedra/PE, na gestão subsequente, informou que os convênios não apresentaram viabilidade econômica e estrutural para continuidade, em face do péssimo estado de conservação e dos gastos que seriam necessários para finalização dos trabalhos. Segundo o MPF, o demandado foi o gestor do município à época da celebração dos convênios e, mesmo com tempo suficiente para executar o objeto pactuado, deixou as obras paralisarem, causando lesão ao erário no valor atualizado de R$ 96.517,09. Informa, ainda, que não foram prestadas contas dos recursos gastos.

"Nesse contexto, entendo como sanções suficientes à repressão da conduta, e até como prevenção de outras, multa civil, no valor da última remuneração percebida pelo réu, na condição de prefeito do Município de Pedra, e suspensão dos direitos políticos por cinco anos", decidiu o juiz. Com informações do blog da Folha

O governo Izaías Régis e a sucessão municipal

Resultado de imagem para Izaias régis

“Que não se enganem os amigos que acham que por conta do resultado das últimas eleições estaduais o prefeito Izaías tá morto politicamente”. A frase acima descrita é de um dos futuros adversários do prefeito Izaías Régis (PTB), que nos últimos dias mantive conversa bastante proveitosa.

Bem avaliado, fez um ótimo primeiro mandato (prova disso foi a eleição de 12 das 13 vagas disponíveis na câmara), com obras estruturantes espalhados por várias localidades, possui um amor e uma paixão inigualável por Garanhuns, atraiu investimentos de ordem privada para a cidade como nunca visto antes.

A partir de sua reeleição - como bem escreveu o jornalista e blogueiro, Roberto Almeida -, patinou um pouco, atraiu pautas negativas para sua gestão (como o desgaste com os professores), veio o desgaste natural e acabou sendo vítima do seu próprio discurso quando apoiou candidaturas a deputados que não tinham identidade publicamente reconhecida com a terra.

Mas, o futuro da política em Garanhuns ainda depende de Izaías, pelo simples fato de ser o prefeito (de dar as cartas) e possuir um grande poder de adaptação (readaptação), para conseguir reunir novamente musculatura política que façam de seu sucessor um forte candidato com plenas condições de vitórias.

A oposição aumentou é verdade, ganhou corpo, adeptos e também deve apresentar um bom nome (bons nomes) para o pleito de 2020 que se avizinha.

Novamente nesse ponto concordo com o experiente Roberto Almeida, Pedro Falcão e Sivaldo Albino (não necessariamente nessa ordem), podem vir a ser tornar uma dupla bastante competitiva seja qual for o candidato a prefeito – se bem que acho que o vice na chapa teria que, digamos assim, ser uma pessoa com cheiro de povão -.

Uma candidatura de algum político que não tenha raízes intricadas no município é praticamente um suicídio, pois quem sabe interpretar o perfil do eleitorado garanhuense sabe que os filhos da terra não aceitam aventureiros. Garanhuns baniu do cenário político Antonio João Dourado (que tinha apoio de Eduardo Campos) e enterrou os votos de Álvaro e Silvinho (mesmo com o apoio de Izaías). O único que conseguiu bons resultados e mesmo assim, não saiu vitorioso, foi Zé da Luz.

A câmara de vereadores terá um papel primordial na eleição de 2020, pois pode sair dali o candidato do prefeito, ou o vice, a indicação ou apoio para o futuro prefeito de Garanhuns. Izaías não pode ser mais candidato e isso será um fato relevante para o arranjo político futuro e escutar o colegiado político da câmara será importantíssimo.

Qualquer um político que se disser pré-candidato do governo nos próximos meses poderá está cometendo um auto flagelo, haja visto os vários interessados na indicação. Quem se disser candidato do governo poderá está atraindo para si uma forte “oposição” e com isso criando sérios obstáculos para o próprio futuro.

ALEXANDRA LOPES – Foi eleita Miss Paranatama e concorre ao Miss Pernambuco em 2019


Na última quinta-feira (08), a jovem Alexandra Lopes (20), foi eleita a Miss Paranatama e deve representar o município no Miss Pernambuco 2019. Também foi eleita a jovem Edivilma Roldão (14) como Miss Paranatama Teen. O evento ocorreu na quadra poliesportiva e contou com um público de aproximadamente 1.500 pessoas.


O evento ainda contou com a participação da atual Miss Pernambuco, Eslovênia Marques, do prefeito Valmir do Leite e equipe. Foi anunciado que a vencedora do Miss Paranatama Teen em 2017, Karina D’arc irá representar Fernando de Noronha, no concurso de Miss nacional em 2019.Fotos: Alex Régia
O saudosismo de Saloá em 1994


Um vídeo postado pelo jovem Isael Dantas, lá da Serrinha da Prata, nos traz de volta a lembrança do passado. Na reportagem da TV Pernambuco, vemos figuras ilustres e importantes que marcaram a história de Saloá, como é o caso do Sr. Bezerra (In memoriam) que fala um pouco do turismo e se sua fazenda Brejo.

A reportagem aborda basicamente a feira, o turismo e a cultura de Saloá.

Advogado mais jovem do Brasil, defende ação no STF aos 18 anos

Mateus Costa Ribeiro, advogado mais jovem a defender caso no STF — Foto: TV Justiça/Reprodução

DA GLOBO.COM - O brasiliense Mateus Costa Ribeiro, aos 18 anos, tornou-se o mais jovem advogado do país a defender um argumento na tribuna do Supremo Tribunal Federal (STF). A “estreia” dele na mais alta Corte brasileira ocorreu nesta quinta-feira (8), com direito a elogio do ministro relator do processo, Luiz Edson Fachin.

Formado na Universidade de Brasília (UnB), ele apresentou uma ação direta de inconstitucionalidade contra uma lei estadual do Rio Grande do Sul que proibiu revistas íntimas de patrões a empregados.

“Rogo a vossas excelências que acolham o pedido definitivo desta ação direta e declarem inteiramente inconstitucional a lei questionada”, disse o jovem durante a sustentação oral.

O caso não chegou a ser julgado no mesmo dia porque foi adiado. Para Fachin, o jovem advogado – que ele definiu como “ilustre causídico [advogado]” – já faz parte de um grupo seleto de advogados.

“Vou procurar sintetizar as quase duas dezenas de páginas que tomei a liberdade de distribuir a vossas excelências não sem antes cumprimentar o jovem advogado que consumou pela primeira vez na tribuna fazendo uma sustentação oral que já o coloca no exercício escorreito do mundo da advocacia. Portanto, o congratulo efusivamente.”

Carreira precoce

Mateus entrou para o mundo da advocacia ao ser aprovado no curso de direito aos 14 anos. Entrou na UnB depois de conseguir uma liminar na Justiça autorizando o processo, e teve de fazer o ensino médio inteiro em 24 horas.

Ele passou no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na primeira tentativa, depois de quatro anos de curso. De acordo com a OAB, se tornou o mais jovem advogado do Brasil.

Criado há 88 anos, futuro governo Bolsonaro vai extinguir o Ministério do Trabalho

Bolsonaro anuncia fim do Ministério do Trabalho

Criado em 26 de novembro de 1930, no governo do então presidente, Getúlio Vargas, o Ministério do Trabalho, foi uma das primeiras iniciativas do governo revolucionário implantado no Brasil. O "ministério da Revolução" (como foi chamado na época), surgiu para concretizar o projeto do novo regime de interferir sistematicamente no conflito entre capital e trabalho.

Eleito no último dia 28 de outubro, o futuro presidente da república, Jair Bolsonaro (PSL), já anunciou que o Ministério do Trabalho, que foi criado há 88 anos atrás, irá ser extinto e a pasta incorporada a “qualquer outro ministério”. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (07).

O comunicado afirma que “o futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado”. A Força Sindical criticou o anúncio de Bolsonaro por considerar que o Ministério do Trabalho é crucial “como órgão fiscalizador e como o equilíbrio das relações entre capital e trabalho”.

Durante a campanha, Bolsonaro prometeu reduzir o número de ministérios, em um contexto de corte de gastos do Estado.

Professores começam a serem ameaçados na UFPE em Recife – PF e MPF foram acionados


Uma lista que começou a circular em redes sociais na terça-feira (6), com nomes de professores e estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mais especificamente do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), vem causando indignação pelo teor ameaçador e preconceituoso com que o autor, anonimamente, se dirigiu a pessoas denominadas de 'doutrinadores' e 'escórias da humanidade'.

A carta, intitulada ‘Doutrinadores e alunos que serão banidos do CFCH – UFPE 2019’, foi deixada na sala do Diretório Acadêmico de História da UFPE e cita nomes de professores, entre eles o de Michel Zaidan, (natural de Garanhuns) chamado de ‘doutrinador comunista’ e José Luiz Ratton, apontado como incitador ao uso de drogas junto aos seus ‘orientandos esquerdistas’. 

Em outro trecho, um dos nomes da lista é acusado de ser uma ‘ameaça à moral e aos bons costumes’. Ainda de acordo com as palavras utilizadas pelo autor, essa mesma pessoa teria um ‘exército de viados, travecos, feminazis, prostitutas e todos os tipos de degenerados que atentam contra a família’. 

Ao final da lista, o autor assina' com os seguintes dizeres: " Você serão banidos! Escórias! O mito vem aí!", denotando uma clara menção, nessa última frase, ao presidente eleito Jair Bolsonaro. (Veja o conteúdo da lista na íntegra no final da reportagem).

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), divulgou nota nesta quarta-feira (07), que abriu sindicância interna para apurar aautoria dos panfletos que citam professores e alunos. Será enviado também um comunicado oficial ao Ministério Público Federal (MPF) e a polícia Federal (PF), pedindo a investigação do caso.

Lista

Com informações do blog da Folha e do blog do Jamildo.
2ª parcela do 13º dos aposentados começa a ser paga em 26 de novembro

Resultado de imagem para 2ª parcela do 13º

Aposentados e pensionistas do INSS começarão a receber neste mês a segunda parcela do 13º salário. O pagamento tem início em 26 de novembro e vai até 7 de dezembro. A data do pagamento varia de acordo com o valor e com o número final do benefício, excluindo-se o dígito.

Os primeiros a receber são os que ganham até um salário mínimo (R$ 954, em 2018), Quem ganha acima do piso nacional receberá a partir de 3 de dezembro.
Paranatama realiza a 1º corrida solidária


No próximo dia 02 de dezembro, a cidade de Paranatama, estará realizando a 1º edição da corrida solidária. Evento esportivo voltado para o esporte e para a ação social. A iniciativa é do profissional de Educação Física, Natércio Roldão.

Para participar da 1º corrida solidária, você deve procurar o organizador ((82)98147-1305)) e realizar a inscrição com a doação de um brinquedo (que serão entregues a crianças carentes). Ainda de acordo com o organizador as pessoas já estão se mobilizando, treinando e o evento deve contar com um bom número de amigos.
Gás de cozinha pode chegar a R$ 75,00 em Pernambuco


Do JC online - Com o anúncio de alta de 8,5% no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP-P13), o gás de cozinha poderá chegar a custar até R$ 75 reais ao consumidor, segundo estimativa do Sindicato das Revendedores de gás de Pernambuco (Sinregás-PE). Embora a alta nas refinarias já esteja em vigor desde o dia de ontem, o peso só deve chegar ao bolso do consumidor a partir desta quarta-feira, 7 de novembro.

De acordo com o presidente do Sindicato das Revendedoras de Gás de Pernambuco (Sinregás), não é possível afirmar com exatidão o valor que será repassado para o consumidor. "As revendedoras são livres na prática de preços. Por isso, fica até difícil especificar um valor. Mas com a taxa de reajuste, o preço médio do gás deve ficar entre R$ 70 e R$ 75", confirma Ailton Júnior. 
O que é a escola sem partido? O que ela defende? È bom ou ruim para professores? E para a educação?

Resultado de imagem para não a escola sem partido

No olho do furacão quando o assunto é educação, a “Escola sem Partido”, vem ganhando cada vez mais holofotes depois da eleição do presidente Jair Bolsonaro. Mas, o que é essa escola sem partido e o que ela defende? É bom ou ruim para educação? Será que realmente é uma necessidade ou apenas censura e perseguição a uma das classes de pensadores e formadores de opinião desse Brasil, os professores?

Resultado de imagem para não a escola sem partidoPor Lucila Conceição Pereira

Movimento Escola sem Partido surgiu em 2004, através da iniciativa do então procurador do Estado de São Paulo, Miguel Nagib. O projeto surgiu como uma reação a um suposto fenômeno de instrumentalização do ensino para fins político ideológicos, partidários e eleitorais, que em seu ponto de vista representam doutrinação e cerceamento da liberdade do estudante em aprender. O procurador entende que muitos professores sob o pretexto de despertar a consciência crítica dos estudantes acabam deixando o processo educativo de lado em prol da disseminação de propaganda partidária e de ideais de esquerda.

Em linhas gerais, o movimento reivindica a imparcialidade e a objetividade do professor em sala de aula alegando que, caso contrário, será negado ao aluno o acesso a outras explicações e abordagens alternativas para os fenômenos estudados.

Essas propostas permaneceram inertes até 2014 quando o Deputado Estadual do Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro, convidou o procurador Nagib para escrever um projeto de lei (PL 2974/2014) para ser apresentado à Assembléia Legislativa daquele Estado. No mesmo ano, Carlos Bolsonaro, irmão do Deputado e vereador no Rio de Janeiro lançou o PL 864/2014 para apreciação da Câmara Municipal.

Como autor das propostas Miguel Nagib disponibilizou no site do movimento os dois projetos, municipal e estadual, e eles tem servido de inspiração para a disseminação de projetos do mesmo tipo em Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas de vários Estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Alagoas, Ceará, Amazonas e o Distrito Federal e Paraíba (dados de julho/ 2016).Em âmbito federal, o PL 867/2015 e outros quatro projetos de lei tramitam na Câmara com propostas também inspiradas no movimento Escola sem Partido.

No início de 2015, a cidade de Santa Cruz do Monte Castelo, no Estado do Paraná, tornou-se o único município do país a adotar a legislação, que chegou a ser aprovado em Campo Grande (MS) e Picuí (PB), mas foram vetados após protestos de estudantes e professores. No caso do Estado de Alagoas a lei chegou a ser aprovada, mas acabou contestada pela Advocacia Geral da União por considerar que o Estado estaria legislando em área de competência da União, especificamente no que tange ao artigo 206 da Constituição Federal onde é assegurada a pluralidade de ideias nos ambientes de Ensino.

A grande polêmica em torno desses projetos gira em torno da suposta perseguição e censura que se empreenderia junto ao trabalho docente, abrindo espaço inclusive para a perseguição política. Um dos pontos chave da proposta é a instalação de cartazes nos corredores e salas de aula elencando quais são os deveres do professor e o que não deve ser abordado em sala de aula.

Na visão dos críticos ao projeto, ao se de impor limites ao trabalho do professor ele automaticamente deixaria de ser um mediador da aprendizagem e passaria a ser um mero transmissor de conteúdos disciplinares.

Para os defensores do movimento, no entanto, a imparcialidade e a neutralidade em sala são fundamentais para que a formação do aluno ocorra sem influências ideológicas e partidárias, uma vez que toda ideologia atrapalha a compreensão da realidade e é dever do professor ensinar as coisas como realmente são independentemente de convicções pessoais.
VEIO AGRADECER OS VOTOS – Zelandyo recebeu a visita do deputado reeleito Rodrigo Novaes

A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

Empresário, candidato a vice-prefeito nas últimas eleições municipais e pré-candidato a prefeito em 2020, Zelandyo Monte Horebe (como é conhecido), recebeu em sua residência, no último sábado (03), como forma de agradecer os votos recebidos, o deputado reeleito Rodrigo Novaes (PSD). A visita ocorreu no povoado Alto da Serra em Paranatama.

De acordo com Zelandyo, além de vir agradecer ao povo de Paranatama pela excelente votação, Rodrigo aproveitou a oportunidade para firmar novos compromissos com a sociedade paranatamense e num futuro breve, ações devem estar sendo anunciadas e realizadas, sempre tendo o bem comum e a coletividade como bandeira.

Rodrigo Novaes é vice presidente estadual do PSD, foi reeleito (3º mandato) na frente popular de Pernambuco, é natural do Recife, foi o 5º deputado mais bem votado do estado (65,859 votos), teve em Floresta seu maior colégio eleitoral (7.263 votos) e com o apoio de Zelandyo, obteve 729 votos. Este último é uma das promissoras lideranças políticas no município.
Vereador engrossa o caldo contra o aumento das passagens de ônibus em Garanhuns


Vereador em seu segundo mandato e líder do governo no legislativo municipal, o vereador, Alcindo Correia (PCdoB) subiu o tom e engrossou o caldo contra o aumento da passagem nas lotações que prestam o serviço na cidade de Garanhuns, pela empresa São Cristovão.

Durante a última sessão da câmara dos vereadores, ocorrida na última quarta-feira (31/10), o vereador solicitou que o prefeito do município, Izaías Régis, enviasse o projeto com o aumento para que os vereadores decidissem. Correia foi mais além e solicitou que a prerrogativa de aprovação das tarifas (a qualquer tempo) passassem pela câmara. “É uma bandeira que levanto há anos contra essa empresa que monopoliza nosso município” disparou.

No último dia 25 de outubro a empresa em reunião na AMTT (associação municipalista de transportes terrestre), apresentou planilha reivindicando o aumento nas tarifas dos atuais R$ 2,60 para R$ 3,00 no início de 2019. Um aumento de mais de 15%. Participaram da reunião, estudantes, sociedade civil e representantes da prefeitura.

O vereador foi incisivo quando cobrou que o projeto fosse enviado para a câmara. “A câmara é a casa do povo e é daqui que esse reajuste deve ser aprovado ou não” disse. Segundo o vereador Alcindo, projeto semelhante dando poder a câmara já existiu no passado e foi revogado por projeto de outros vereadores.

“Temos a passagem mais cara do Brasil quando levamos em consideração o percurso” finalizou.
FALANDO COM O AGRESTE – Programa recebe voto de aplausos da câmara de Garanhuns


DO BLOG DO CARLOS EUGÊNIO - Numa iniciativa do Vereador Alcindo Correia (PCdoB), a Câmara de Vereadores de Garanhuns concedeu um Voto de Aplauso ao programa Falando com o Agreste (FCA), que vai ao ar de segunda a sexta, das 12 as 13h, na Marano FM, e que recentemente completou 5 anos. A entrega da comenda foi realizada na última quarta-feira, dia 31. O radialista e publicitário Marcelo Jorge, que idealizou e apresenta o Programa recebeu a comenda do Poder Legislativo Municipal.   

Com mais de 1.200 edições ao longo dos últimos cinco anos, o noticiário se consolidou como um dos mais completos de Pernambuco. Com uma linha editorial voltada para a política regional, o FCA, não se intimida em cruzar os Estados e já teve muitas edições transmitidas diretamente de Recife, e até mesmo da Capital Federal, Brasília. “O Falando com o Agreste já cobriu diversas mobilizações dos Prefeitos Brasileiros, dando ênfase para os Governantes dos Municípios da nossa Região, bem como das principais expressões da política pernambucana”, pontua Marcelo Jorge.

“Buscamos levar notícias que de fato interessem a população. Tratamos a política com seriedade, sem promover embates entre os Agentes e sempre buscando os dois lados da história”, acrescenta Marcelo Jorge, que tem na equipe os competentes jornalistas Marcos Antônio e Gabrielle Sady, além de colaboradores como os Doutores Kaic Rannys e Eva Gomes, com o quadro Falando em Defesa do Consumidor; a Master Coach Patricia Alves, que apresenta o Espaço Coach e o Mestre em Ciências Políticas, Carlos Manhanelli, que traz semanalmente o quadro Política em Gotas.