TCE-PE divulga novo estudo sobre descumprimento da LRF – Saloá consegue bom resultado

/ 23 novembro
TCE-PE divulga novo estudo sobre descumprimento da LRF – Saloá consegue bom resultado


O Tribunal de Contas de Pernambuco divulgou nesta quinta-feira (23), novo estudo sobre o descumprimento, por parte dos municípios pernambucanos, dos limites com despesa de pessoal, estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
O trabalho, feito pela equipe da Coordenadoria de Controle Externo do Tribunal, é baseado nos relatórios de Gestão Fiscal enviados pelos municípios à Secretaria do Tesouro Nacional, por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi), sendo, portanto, dados não auditados (sem análise) pelo TCE.
A LRF estabelece um percentual de 54% da Receita Corrente Líquida para gastos com folha de pagamento de pessoal. O levantamento mostra que metade dos 184 municípios de Pernambuco, ou seja, 92 deles, descumpriu esse limite em 2017. Sessenta e três prefeituras (34%) tiveram despesa com pessoal entre o limite alerta e o limite máximo (faixa entre 48,60% e 54% da Receita Corrente Líquida) e 29 deles (15%) conseguiram cumprir a LRF, comprometendo com a folha de pagamento um percentual da receita abaixo do limite alerta.
A situação é praticamente a mesma registrada no ano de 2016, quando 91 municípios descumpriram a LRF, 63 ficaram entre o limite alerta e o máximo, e 30 conseguiram manter as despesas abaixo do percentual estabelecido.
O município de Saloá, apresenta no gráfico da relação despesa/receita, que vem conseguindo recuperação, e está no limite localizado entre o limite alerta e o limite máximo (48,60% e 54%). Em 2015 o comprometimento com a despesa total de pessoal era de 64,08%, passando para 52,83% em 2016 e no 1º semestre de 2017 apresenta um comprometimento de 51,92%, mostrando assim recuperação.
Em relação ao exercício de 2015, o levantamento mostra uma evolução significativa dos números. Naquele ano, 127 prefeituras (69%) estavam acima do limite alerta, 45 (24%) entre o limite alerta e o máximo, e apenas 12 (6,5%) conseguiram cumprir o que estabelece a LRF. "A melhora apontada no exercício de 2017 decorreu, em maior parte, do crescimento da receita corrente líquida (RCL). As despesas com pessoal, regra geral, nesse período, tiveram crescimento percentual menor que o da RCL", afirmou Bethânia Melo Azevedo, Coordenadora de Controle Externo do TCE", afirmou Bethânia Melo Azevedo, coordenadora de Controle Externo do TCE.
REGIÕES - Entre as regiões do Estado com maior número de municípios acima do limite de despesa com pessoal estão a Zona da Mata (70%) e o Sertão do São Francisco (60%), seguidos pelo Agreste (46%) e Sertão (39%). O menor percentual de prefeituras acima do limite da LRF encontra-se na Região Metropolitana do Recife (29%).
Confira AQUI o relatório completo do seu município no TCE.
TCE-PE divulga novo estudo sobre descumprimento da LRF – Saloá consegue bom resultado


O Tribunal de Contas de Pernambuco divulgou nesta quinta-feira (23), novo estudo sobre o descumprimento, por parte dos municípios pernambucanos, dos limites com despesa de pessoal, estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
O trabalho, feito pela equipe da Coordenadoria de Controle Externo do Tribunal, é baseado nos relatórios de Gestão Fiscal enviados pelos municípios à Secretaria do Tesouro Nacional, por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi), sendo, portanto, dados não auditados (sem análise) pelo TCE.
A LRF estabelece um percentual de 54% da Receita Corrente Líquida para gastos com folha de pagamento de pessoal. O levantamento mostra que metade dos 184 municípios de Pernambuco, ou seja, 92 deles, descumpriu esse limite em 2017. Sessenta e três prefeituras (34%) tiveram despesa com pessoal entre o limite alerta e o limite máximo (faixa entre 48,60% e 54% da Receita Corrente Líquida) e 29 deles (15%) conseguiram cumprir a LRF, comprometendo com a folha de pagamento um percentual da receita abaixo do limite alerta.
A situação é praticamente a mesma registrada no ano de 2016, quando 91 municípios descumpriram a LRF, 63 ficaram entre o limite alerta e o máximo, e 30 conseguiram manter as despesas abaixo do percentual estabelecido.
O município de Saloá, apresenta no gráfico da relação despesa/receita, que vem conseguindo recuperação, e está no limite localizado entre o limite alerta e o limite máximo (48,60% e 54%). Em 2015 o comprometimento com a despesa total de pessoal era de 64,08%, passando para 52,83% em 2016 e no 1º semestre de 2017 apresenta um comprometimento de 51,92%, mostrando assim recuperação.
Em relação ao exercício de 2015, o levantamento mostra uma evolução significativa dos números. Naquele ano, 127 prefeituras (69%) estavam acima do limite alerta, 45 (24%) entre o limite alerta e o máximo, e apenas 12 (6,5%) conseguiram cumprir o que estabelece a LRF. "A melhora apontada no exercício de 2017 decorreu, em maior parte, do crescimento da receita corrente líquida (RCL). As despesas com pessoal, regra geral, nesse período, tiveram crescimento percentual menor que o da RCL", afirmou Bethânia Melo Azevedo, Coordenadora de Controle Externo do TCE", afirmou Bethânia Melo Azevedo, coordenadora de Controle Externo do TCE.
REGIÕES - Entre as regiões do Estado com maior número de municípios acima do limite de despesa com pessoal estão a Zona da Mata (70%) e o Sertão do São Francisco (60%), seguidos pelo Agreste (46%) e Sertão (39%). O menor percentual de prefeituras acima do limite da LRF encontra-se na Região Metropolitana do Recife (29%).
Confira AQUI o relatório completo do seu município no TCE.
Continue lendo
CONTRA MORO – Procuradores se retiram de evento no Paraná, juiz também foi vaiado


Um grupo de procuradores municipais de Curitiba desistiu de participar do Congresso Nacional da categoria por causa da presença do juiz federal Sérgio Moro na abertura do evento, nesta terça-feira (21), na capital paranaense. Quando o nome do magistrado foi confirmado, 72 procuradores municipais assinaram uma nota endereçada ao presidente da Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM), Carlos Mourão, para manifestar a insatisfação do grupo.
O grupo de procuradores que organizou o protesto contra o juiz deixou o local quando Moro iniciou a palestra. O magistrado foi o último palestrante da noite.
Cerca de 25 procuradores municipais endossaram a manifestação, mas permaneceram no Congresso para protestar contra a presença do magistrado. A ideia inicial do grupo era fazer um protesto silencioso durante o congresso. Mas segundo o procurador municipal de Fortaleza e ex-presidente da ANPM, Guilherme Rodrigues, três faixas trazidas pelo grupo foram tomadas pela organização.
“A ideia não era ter vaia, não era ter protesto barulhento. A ideia levantar uma faixa e nos retirarmos exatamente por não concordar com esse convite”, disse. “Nós tivemos as faixas apreendidas e, por isso, não nos restou outra solução a não ser expressar com a voz o que a gente ia expressar com as faixas”.
Em meio a aplausos de participantes que ficaram em pé para saudar Moro, na plateia, também era possível ouvir algumas vaias e gritos de ‘vergonha’ quando o nome do juiz era mencionado.
Segundo Guilherme Rodrigues, houve um movimento orquestrado da organização para impedir vozes dissonantes.
“Se não podia mais desconvidar um juiz que é um juiz polêmico, que dividiu a categoria, se não meio a meio, que trouxe insatisfação, nós pedimos para que fizessem um contraponto. Ouvisse uma opinião do mesmo tema, com uma outra visão. Nós sugerimos, inclusive, o ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão. Para nós, a negativa do convite nos deu a certeza de que aqui foi armado um palco que na verdade não é de combate a corrupção”, afirma. “Não se combate a corrupção combatendo direitos fundamentais”.
Para a procuradora municipal de Fortaleza Rosaura Brito Bastos, Moro exerce uma magistratura acusatória, que desrespeita os advogados e a defesa dos réus. “A ele, ao juiz da causa, que deveria ser imparcial, só servem as provas que venham a contribuir com a tese dele, que é acusatória. Um juiz não pode ser acusador”.

“Quando ele age dessa forma, ele desrespeita o trabalho dos advogados. Não existe hierarquia, não existe uma superioridade. Não se admite que um juiz mande um advogado calar e boca e mande ele fazer concurso para juiz. Nós não queremos ser juízes, nós queremos ser advogados”, afirma. Reportagem na íntegra em: http://paranaportal.uol.com.br/padrao/4267-procuradores-protesto-moro/
EREM João Marques realiza concurso de dança


A escola de referência em ensino médio de Saloá, EREM Monsenhor João Marques, realiza no próximo dia 30 a 2ª edição de seu concurso de dança. Em 2017 a referida escola apresenta o tema “Dança é Arte” e busca a integração e desenvolvimento da cultura e da coletividade em seus educandos.Com informações e fotos do blog Saloá News
Alcindo poderá ser o candidato da esquerda em Garanhuns


Após a passagem de Marília Arraes por Garanhuns, no último domingo (19), uma candidatura a deputado estadual começou a ser desenhada na Suíça pernambucana. Em meio a tantos candidatos representando a direita e as oligarquias na cidade, foi debatida a possibilidade do lançamento da candidatura do vereador Alcindo Côrrea a deputado estadual.

Neste cenário, Alcindo seria o principal representante da esquerda garanhuense e colaria sua candidatura com a de Marília Arraes, o que além de ser bom para o parlamentar, iria fortalecer o palanque da petista, não só em Garanhuns mas em todo o agreste. Alcindo ainda seria beneficiado com o fato de Marília pedir votos diretamente para ele.


O parlamentar de Garanhuns, hoje é um dos braços fortes da petista na cidade, nos dois encontros que houve na região, Alcindo foi figura de destaque e mantém relação política estreita com a jovem promessa ao governo de Pernambuco.

Côrrea, é também o principal articulador que se forma no agreste meridional, tentando juntar Terezinha, Brejão, Saloá, Bom Conselho e Garanhuns em torno de um projeto político de um único deputado federal para a região. Caso a aliança venha a se concretizar o bloco pode ser engrossado com o apoio dos municípios de Caetés e Paranatama, onde o deputado federal já tem apoios sólidos e de destaque.


O bloco pensado e articulado na reunião do último domingo, conta com aproximadamente 11 vereadores, destes, alguns sãos os principais grupos de oposição em suas cidades, como é o caso de Brejão, que poderia vir para a aliança com o apoio de quatro parlamentares além da majoritária que disputou a última eleição e Saloá com os dois vereadores de oposição e o vice-prefeito que disputou a última eleição.

Se o projeto político, sair do papel e houver consenso, o deputado federal, que é um dos melhores nomes no cenário político pernambucano, poderá receber no agreste o apoio de grupos políticos das cidades de Garanhuns, Caetés, Brejão, Saloá, Paranatama, Terezinha e Bom Conselho. Sendo a maior liga em torno de um único projeto a câmara federal de todo o agreste, onde todos os municípios dividem fronteiras, facilitando a atuação do parlamentar e dando maior tranquilidade em busca de recursos da união.


Já esta semana, Alcindo já tem audiência marcada com o deputado federal almejado - que será seu federal em Garanhuns – buscando uma reunião com todos os municípios citados para debaterem a questão. A articulação de Alcindo em torno da candidatura de Marília também é forte. O parlamentar que é do PCdoB ficou de sugerir um encontro entre a pré-candidata ao governo e a deputada federal, Luciana Santos (PCdoB).

O único empecilho de Alcindo, seria o alinhamento do PCdoB a nível estadual com o PSB de Paulo Câmara, o que até o momento é concreto e inviabilizaria o lançamento de sua candidatura em Garanhuns.
Garanhuns será palco de grandes disputas – 2020 começa em 2018

Por Wellington Ribeiro do blog Ponto de Vista
Sem um representante da “terra” na Alepe desde o ano de 2013, quando o então deputado Izaias Regis deixou o posto para assumir a prefeitura, Garanhuns, município polo do Agreste Meridional, corre sério risco de não eleger uma liderança local para a Casa Joaquim Nabuco em 2018.
Apesar de nomes como o do vereador Zaquel (PDT) e o do ex-vereador Sivaldo Albino (PPS) despontarem como possíveis candidatos, vale lembrar que ambos disputaram os postos sem sucesso em 2014. O primeiro alcançou 23.504, dos quais 19.826 votos foram em Garanhuns, já o segundo chegou ao total de 13.310, onde 9.848 vieram da Cidade das Flores. Nas suas respectivas coligações eles ficaram em uma colocação bastante distante para alcançar uma cadeira.
Apesar de ser uma tradição a população de Garanhuns garantir uma votação expressiva aos seus cidadãos, pesa contra os candidatos locais o fato de serem incapazes de conseguir ampliar a sua votação além das fronteiras da terra do frio.
De olho na sucessão do prefeito Izaías Regis, lideranças do município parecem não se importar muito com a impossibilidade de êxito na disputa, mas sim em garantir o seu espaço para manter o nome em evidência e assim chegar em 2020 competitivo. Por esta razão, não apenas Zaquel e Sivaldo pretendem se empenhar neste sentido, mas também até o ex-prefeito Silvino Duarte parece estar avaliando a possibilidade.
Outro nome que corre por fora, mas que também não pode ser subestimado, é o do deputado estadual Álvaro Porto (PSD). Ele é frequentemente visto ao lado do prefeito Izaías Regis, já conta com o apoio de quatro vereadores do município e tem articulado no sentido de obter o apoio do gestor garanhuense à sua reeleição.
Com sua principal base em Canhotinho, deputado estadual mais votado no Agreste Meridional em 2014 e com uma ampla base de apoio em várias cidades, Álvaro independe do apoio de Izaías para se reeleger. No último pleito chegou a ser o terceiro mais votado de Garanhuns com 4.844 votos. O que se comenta é que a sua principal intensão nesta investida é a de sair com uma votação consagradora no município para se colocar como candidato a prefeito em 2020.
A eleição de 2018 em Garanhuns sem dúvida revelará os destinos de 2020.
Em passagem por Garanhuns, Marília Arraes diz que Pernambuco precisa de um governador que encare de frente os problemas e ressalta a importância das mulheres em participarem da política


Em passagem por Garanhuns, na manhã do domingo (19) a vereadora e pré-candidata ao governo de Pernambuco, Marília Arraes (PT), participou de um café da manhã com várias lideranças regionais, onde além de interagir com os presentes aproveitou a oportunidade para fazer uma leitura sobre o momento político que passa o Brasil e em especial o estado de Pernambuco.

“A crise da gestão de Pernambuco é acima de tudo uma crise política, é uma crise de liderança política, nós temos que ter um governador que assuma de frente os problemas, que não fique culpando governo federal por crise ou que fique culpando o município que não usa direito o recurso, que não fique colocando responsabilidades em tudo, menos em sua incapacidade de resolver as questões e isso acontece por uma acefalia política” destacou em uma das suas falas.

Em referência a chapa formada pela direita em Pernambuco, Marília destacou o fato de estarem pautados em um governo que beira os 100% de reprovação do povo brasileiro. “Do outro lado nós temos uma base que inclusive já teve alguns aliados nossos, mas, que hoje representa o governo Temer, reprovador por quase 100% da população e o pior, não está nem aí para o povo, continua fazendo uma agenda negativa para o Brasil”.

Para finalizar, a 1ª mulher e 1ª vereadora a pleitear o governo de Pernambuco, acredita que é importante que as mulheres venham para a política e além de participarem dos movimentos, candidatem-se, pois naturalmente os homens já estão inseridos em sua grande maioria no cenário político.

Participaram, do encontro várias lideranças dos vários municípios do agreste meridional, destacamos a presença do Psol de Garanhuns, na pessoa do presidente, Jaílton Elias, dos vereadores de Garanhuns, Alcindo Corrêa e Marinho das Estivas além de vereadores e lideranças de Brejão, Saloá, Terezinha, Bom Conselho, Angelim e Lagoa do Ouro entre outros.

Após a reunião, Marília seguiu para São Bento do Uma e à tarde participou da plenária do PT em Águas Belas, ficando decidido que continuará sua peregrinação por todo o estado de Pernambuco, mas que o partido só irá fechar a questão em 2018.

Texto: Wellington Freitas
Vereador da base governista fala em renunciar ao cargo

Image result for camara vereadores saloá prédio

Chega a informação ao nosso blog, que nesta quinta-feira (16) durante realização da reunião ordinária da câmara de vereadores de Saloá, um vereador da base governista, chegou a suscitar o desejo de renunciar ao cargo de vereador da casa José Soares de Melo.

Segundo nossa fonte nos informou, não ficou claro quais os motivos que afligiam o parlamentar para que de alguma forma viesse a manifestar o repentino desejo. No entanto ficou claro que o vereador estava bastante inquieto e disposto a tornar público sua decisão.

Caso uma decisão desta magnitude política vier a se concretizar (o que julgamos improvável), o principal beneficiário seria o ex-vereador, José de França Leite, o popular Barba (PDT), que iria retomar seu mandato de vereador já que ficou na condição de 1ª suplente da coligação. 

Com agenda em Águas Belas, Marília Arraes toma café da manhã com lideranças políticas em Garanhuns neste domingo (19)


A vereadora do Recife e pré-candidata ao governo do estado, Marília Arraes (PT), estará na manhã deste domingo (19) de volta ao agreste meridional e toma um café da manhã com várias lideranças regionais em Garanhuns. O encontro servirá para estreitar ainda mais os laços da petista com esta parte do estado. Marília esteve recentemente na fazenda dos Morais, no município de Brejão, onde reuniu um bom número de líderes locais.

No café da manhã, além de rever velhos amigos de seu avô, Miguel Arraes, a jovem aspirante ao cargo de governadora terá a oportunidade de conversar com sua base de apoio político que está tomando forma na região. Estarão presente ao encontro lideranças de Saloá, Brejão, Terezinha, Bom Conselho, Lagoa do Ouro, Jupi, Garanhuns e vários outros municípios do agreste meridional.

Ainda na parte da manhã, Marília seguirá para Águas Belas, onde participa de uma plenária da executiva estadual do partido dos trabalhadores. Na executiva deverão estar presentes o senador, Humberto Costa (PT) a deputada estadual, Teresa Leitão (PT) e os vários presidentes do PT na região.
Prefeitura de Garanhuns paga 13º salário no próximo dia 13 de dezembro

Image result for 13º salario é festa

A Prefeitura de Garanhuns pagará o décimo-terceiro salário dos Servidores Municipais efetivos, comissionados, assim como aposentados e pensionistas, no próximo dia 13 de dezembro. A informação é do Prefeito Izaías Régis (PTB), que estima injetar quase R$ 8 Milhões no comércio local com o pagamento.

“O pagamento será integral, ou seja: vamos pagar 100% do décimo aos funcionários e com isso temos certeza que vamos aquecer as vendas do comércio no final do ano. Foi necessário enxugar gastos para garantir esses pagamentos”, pontuou Izaías, que informou: “a folha de pagamento referente ao mês de novembro seguirá seu calendário normal”, alertou o Prefeito Garanhuense.

Num período em que praticamente todas as Prefeituras Pernambucanas passam por dificuldades financeiras e vêm demitindo servidores, a ação do Governo de Garanhuns pode ser tida como modelo para o Estado. "As dificuldades são imensas. Essa possibilidade de pagar o 13º e deixar a folha de dezembro para janeiro existe. Acreditamos que a maioria das Prefeituras adotará essa postura, inclusive fazendo ainda mais demissões no inicio do ano", afirmou o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), José Patriota (PSB), que também é Prefeito de Afogados da Ingazeira. Texto do jornalista Carlos Eugênio, extraído do blog do Carlos Eugênio
Escolas particulares de Saloá já estão com matrículas abertas para 2018



Duas tradicionais escolas particulares do município de Saloá, o Educandário Irmã Dulce e o Educandário Santa Mônica, encontram-se com as matrículas abertas para o ano letivo de 2018. Com excelentes localizações no centro da cidade, ambos oferecem ensino de qualidade aos seus filhos com professores capacitados e experientes.


A gestão do educandário Santa Mônica, é da professora Maria Beatriz e sua filha, Ana Paula. Já o educandário Irmã Dulce conta com a gestão de Hélio Filho (Helinho).
Protesto na BR- 423 em Paranatama, moradores protestam contra o governo do estado


16-11-2017 – Reivindicando promessas não cumpridas por parte do governo do estado, cerca de 25 associações do município de Paranatama, iniciaram um protesto na manhã desta quinta-feira (16), fechando a BR-423 na altura da fábrica de reciclagem (entrada de Paranatama). A população ateou fogo em pneus como forma de protesto para chamar a atenção das autoridades e terem seus pedidos atendidos.

Segundo as informações colhidas no local, os moradores cobram do governo do estado a liberação do “caráter produtivo” das cisternas calçadão que foram construídas ainda no ano de 2012 e até agora só promessas e nada de recurso liberado. Serão cerca de 125 famílias beneficiadas com valores entre R$ 1.250,00 e 1.500,00.

Cobram à construção de 700 cisternas de 1º água, que foram prometidas pelo então secretário de agricultura do estado, Nilton Mota e nunca foram construídas. O protesto conta com o apoio dos sindicatos locais, STR e SINTRAF. Segundo os manifestantes todos os pontos reivindicados foram discutidos no Conselho de Desenvolvimento Rural do Município. “Autoridades foram alertadas e nós procuramos o governo para atender as promessas não cumpridas, o pró-rural foi alertado deste protesto só que não conseguiu resolver as questões”, revelou um morador que fazia parte do protesto.

Outro ponto de reivindicação dos moradores, é a recuperação da PE (Av. Roldão José Guimarães) que dá acesso à Paranatama que encontrasse totalmente esburacada. Os moradores alertam que o então governador, Eduardo Campos, teria prometido arrumar o asfalto quando esse veio inaugurar o matador público municipal no ano de 2012.



O protesto começou por volta das 6 da manhã e os manifestantes dizem que só vão liberar o local quando um representante do governo do estado for conversar com eles e resolver a questão em definitivo. Já existe um engarrafamento de cerca de dois quilômetros nos dois sentidos da via.
Silvino candidato a deputado e Sivaldo presta contas de atuação frente à casa civil – Os movimentos políticos na cidade das flores


Afastado dos cargos públicos desde 2004, o ex-prefeito Silvino Duarte (PTB) pode voltar a cena política em 2018.  Existe a possibilidade de Duarte disputar a eleição para o cargo de Deputado Estadual em 2018, fazendo dobradinha com o Deputado Federal Jorge Côrte Real (PTB). Apesar de ainda não ter se pronunciado a respeito do assunto, Silvino vem se movimentando nos bastidores.

A possível dobradinha entre Silvino e Jorge Côrte, poderá sinalizar uma reaproximação entre Duarte e o Prefeito Izaías Régis (PTB). Em 2012 Silvino desistiu de sua candidatura a prefeito e apoiou Izaías, fato esse até hoje apontado como determinante na vitória de Régis sobre Zé da Luz.

Com o aval do senador, Armando Monteiro (PTB) essa dobradinha pode marcar um novo capítulo dessa união, desde que Izaías mude de ideia em relação a 2020, já que trabalha abertamente para preparar o Vice-prefeito Haroldo Vicente (PSC) para sucedê-lo, após o término do seu mandato.

Sivaldo Albino presta contas de sua atuação à frente da gerência da casa civil


O ex-vereador de Garanhuns, e atual gerente da Casa Civil do Governo do estado, Sivaldo Albino (PPS), tem atuado para garantir investimentos em Garanhuns e região. De acordo com informações do próprio Sivaldo, desde que assumiu a função tem procurado levar as demandas de Garanhuns buscado melhorias para a Cidade.

Segundo Albino, em parceria com o ex-prefeito de Brejão, Sandoval Cadengue (PSB), conseguiram destravar a Construção da ETE, (Escola Técnica Estadual), conseguiram também, em parceria com Dr. Luiz Melo, ações para o Hospital Regional Dom Moura, como a aquisição de 3 novas ambulâncias, (sendo duas UTI), conseguiram aumentar o quadro de profissionais com a contratação de mais médicos, enfermeiros e técnicos. Conseguiram reativar as cirurgias de ortopédicas, entre outras ações.


Com informações dos blogs do Roberto Almeida e Ronaldo César
ANTES destaque na política estadual HOJE Garanhuns sofre e pode ficar pela 2ª legislatura seguida sem um representante municipal na ALEPE


O título mais parece uma dissertação de mestrado ou pós-graduação em ciências políticas, mas, a conjuntura política do município de Garanhuns e toda sua importância para a economia e consequentemente para a política do agreste meridional merece uma reflexão maior e mais aprofundada do atual momento em que passam os políticos locais.

ANTES, influente e de papel de destaque na política do estado de Pernambuco, HOJE, Garanhuns sofre para eleger um deputado estadual com bases no município e pela segunda legislatura consecutiva pode ser ver sem um representante “seu” na ALEPE, o que certamente trará dividendos políticos insanáveis para a população garanhuense nos próximos anos.


Garanhuns já teve grandes nomes na política estadual e já ocupou cadeiras na câmara federal. Foram deputados federais pela cidade das flores nomes como o de José Tinoco e Cristina Tavares,

Tinoco e Dona Fernanda

José Tinoco, além de ter sido deputado estadual por duas oportunidades (1979/1982 e 1983/1986), foi deputado federal eleito nas eleições de 1986 (1987/1991), tendo inclusive sido eleito para à assembleia constituinte que organizou a constituição da república de 1988.

Cristina Tavares

Cristina Tavares, uma das grandes mulheres na política estadual, e esbanja o título de primeira mulher a se eleger deputada federal por Pernambuco, sendo natural de Garanhuns, conseguiu eleger-se deputada federal por três oportunidades (1979/1982, 1983/1986 e 1987 1991).


Outros nomes merecem destaques com seus mandatos na ALEPE, o próprio Izaías, que hoje figura como gestor municipal, assumiu uma cadeira no legislativo pernambucano por três oportunidades (2003/2006, 2007/2010 e 2011/2012), neste último mandato, licenciou-se para concorrer ao cargo de prefeito de Garanhuns.

Ivo Amaral, foi outro ex-prefeito de Garanhuns, que além de comandar o executivo conseguiu emplacar dois mandatos de deputado estadual (1983/1986 e 1987/1988) e ajudou a fixar ainda mais as tradições da cidade no cenário político/estadual. 

Lembramos com destaque o mandato de deputado estadual do ex-vereador José Cardoso, que foi candidato a prefeito no ano de 1988 por Garanhuns.

MAS, COM TANTA TRADIÇÃO O QUE FALTA? São várias as teorias, e uma delas certamente é a falta de união, de unidade em torno de um projeto maior chamado "Garanhuns". Em alguns casos, falta coragem política e arrojo para buscarem nos municípios vizinhos o saldo necessário para concretizar suas vitórias, algo que foi feito em um passado recente por Izaías e Tinoco.

Sem entrar no mérito pessoal, os prováveis ou pretensos candidatos a deputado estadual ou federal de Garanhuns nas eleições de 2018 estão mais preocupados em referendar seus nomes para a disputa municipal de 2020 e por isso buscam voos solos, sem uma boa gama de apoios. Não podemos esquecer que algumas candidaturas são realmente ideológicas e preocupadas com a situação do município.

CORRIDA ELEITORAL PARA 2020 JÁ COMEÇOU – Mas, a corrida eleitoral para ver quem será prefeito de Garanhuns em 2020 já começou? Já.

A cada dia que passa fica mais claro na opinião de vários especialistas políticos, jornalistas e blogueiros da terra de Simôa Gomes que a disputa é por espaço no pleito que pretende apontar o sucessor do prefeito Izaías Régis em 2020. Neste cenário a eleição de 2018 seria apenas um trampolim para 2020, onde várias lideranças engalfinham-se em busca de espaço.

Em conversas com vereadores da cidade das flores ouvidas pela reportagem, fica a dúvida de que na opinião de alguns o objetivo é serem bem votados na cidade, até porque não é visto movimentações em busca de apoios em outros municípios. Claro que quando se entra em uma disputa eleitoral o objetivo principal é sempre a vitória, só que neste caso a vitória seria a longo prazo.

Hoje, ao menos três legisladores buscam viabilizar suas candidaturas. Existe uma especulação que Zaqueu e Gersinho Filho possam se candidatos a federal, enquanto que Audálio Ramos possivelmente seria candidato a estadual.

MAS, NESTE MOMENTO GARANHUNS POSSUI NOMES COM CHANCES DE VITÓRIA EM 2018? Sim. Por toda uma tradição e votos disponíveis, Garanhuns, possui sim. Bons nomes com reais chances de vitória no próximo pleito. 

Image result for sivaldo albinoSem dúvidas, com todas as especulações e incertezas que rondam o lado governista, o nome do ex-vereador e candidato a prefeito, Sivaldo Albino (PPS), desponta como o provável candidato com significativas chances de sucesso. Isso se realmente o palácio do Campo das Princesas, tiver a candidatura de Albino como prioritária no município.

Cogita-se que Sivaldo, possa fazer dobradinha com João Campos (PSB), filho do ex-governador, Eduardo Campos. A favor de Sivaldo entre outros fatores, além de ser uma candidatura nativa, com raízes na cidade, pesam o fato de um possível apoio de Izaías e vereadores de Garanhuns a candidatos “forasteiros”, fato que durante muito tempo foi combatido por Izaías.

SILVINO DUARTE – Nos últimos dias fomos alertados de uma possível candidatura do ex-prefeito de Garanhuns, Silvino Duarte, caso a candidatura saia do papel e Duarte tenha o desejo real de ser eleito, essa seria sem dúvida a melhor candidatura governista. Silvino traz consigo o peso político de ser um ex-prefeito da maior cidade do agreste meridional.

Uma candidatura de Silvino poderia colocar uma dúvida positiva na cabeça de Izaías, que pelas informações levantadas teria o apoio não só de Armando Monteiro, mas, contaria com uma dobradinha com o deputado federal Jorge Côrte Real (PTB). Esse posicionamento levará o prefeito a repensar um possível apoio à Álvaro Porto (PSD). Sua candidatura ainda pode tirar alguns vereadores do apoio do candidato à reeleição, Claudiano Filho (PP).


AVANTE GARANHUNS – Garanhuns precisa reagir no cenário político estadual, é inaceitável que um município com sua importância e estratégia econômica fique mais uma vez sem representante na assembleia estadual. É inadmissível que a cidade se furte de apresentar um BOM candidato com chances de vitória. Garanhuns possui uma pujança eleitoral perto dos 80 mil votos e seria desastroso não eleger um filho seu e assim mais uma vez ficar a mercer de outros municípios, na questão política.