Saloá - Prefeitura e professores ainda não chegaram a consenso

CONTINUA IMPASSE ENTRE PROFESSORES E PREFEITURA DE SALOÁ – PROFISSIONAIS CONTINUAM SEM RECEBEREM REAJUSTE


Aconteceu na tarde desta terça (23), no auditório da escola municipal São Vicente, reunião entre os professores da rede municipal de ensino com o advogado da prefeitura Dr. Lucio, junto com o seu assessor e a secretária de educação do município, a Sra. Josevalda Cavalcanti.

Na pauta da reunião, estava o pagamento do 8,32% que os referidos profissionais tem direito e que estão desde Janeiro de 2014 sem receberem, o que hoje acarreta uma dívida enorme que a prefeitura tem com os mesmos. Também na discussão a reformulação do PCC que a quase dois anos vem sendo prometido pela secretaria de educação e ainda não foi elaborado.

O advogado da prefeitura, Dr. Lucio, justificou que precisa ter uma audiência com o juiz eleitoral, para que possa saber se pode ou não fazer o repasse dos 8,32% do reajuste com retroativo a janeiro, o que foi rebatido pela presidente do sindicato, Maria Aparecida, deixando claro que as indagações que o advogado da prefeitura dizia, não impedia a prefeitura de Saloá de fazer o pagamento do reajuste a categoria.

O advogado Dr. Lúcio reconheceu que o reajuste é lei e deve ser cumprido, assumindo que foi uma falha, em não ter feito isso bem antes, por isso quer se acobertar de que tudo seja legal por conta do pleito eleitoral. Assim o advogado pediu prazo para que possa falar com o juiz eleitoral.

Entre outros pontos discutidos na reunião estavam, a incorporação das gratificações aos vencimentos que isso não pode acontecer, também um terço de aula atividade que não são repassados aos profissionais outras coisas a mais.
A secretária de educação, Josevalda Cavalcati, deixou claro que tudo isso será discutido e será colocado no avanço do PCC e ficou estipulado um prazo de 30 dias para que o PCC esteja pronto para ser levado ao conhecimento de todos.

Uma reunião será marcada no dia 02 de outubro para se avançar com o PCC, junto com os profissionais da classe, que fazem parte dessa comissão, caso não fique nada pronto até dia 24/10/2014 os professores prometem decretar estado greve.
Com informações dos colegas professores presentes na reunião.

2 comentários:

  1. e o senhor prefeito comprado voto, a coisa tá feia cuidade depois voces nao vao poder pegar nem remedio na maternidade já receberao oque tinha de receber,rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. O prefeito disse que os professores iam ter orgulho de trabalharem em Saloa. E agora?

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.