SALOÁ - Professores amargam oito meses sem reajuste

PROFESSORES SALOAENSES AMARGAM OITO MESES SEM REPASSE DO REAJUSTE DO PISO NACIONAL DA EDUCAÇÃO


O piso nacional da educação recebeu um reajuste de 8,32%, reajuste esse aprovado para todo o Brasil em Janeiro de 2014. Desde essa data que mês a mês o governo federal vem repassando esse reajuste para todos os municípios. Quase todos os municípios já repassaram este reajuste para seus profissionais da educação. No agreste ao menos um município não fez o repasse como deveria ser.

Os professores da pequena cidade de Saloá, no agreste Pernambucano, amargam oito meses sem receberem o reajuste a que tem direitos. São professores que todos os dias tentam mudar a cara e a educação do país e que pelo menos aqui não tem o devido reconhecimento por parte do governo. Estes mesmos professores esperam a quase dois anos uma revisão no PCC, o que teoricamente vai melhorar a situação dos profissionais, visto que cada um hoje está perdendo uma boa quantia mensal por conta da defasagem no PCC atual, que vigora a aproximadamente cinco anos.

Neste mês de Agosto de 2014, a câmara de vereadores de Saloá, aprovou projeto enviado pelo executivo municipal, que tratava justamente deste repasse do reajuste com pagamento do retroativo. Ao final o projeto foi definitivamente aprovado no dia 21 de Agosto, com pagamento do retroativo e reajuste dividido em apenas duas parcelas. O governo dizia que não tinha como pagar o que é de direito dos professores integralmente por atravessar uma crise e não tinha dinheiro suficiente. A oposição (minúscula por sinal) queria e quer saber o que foi feito com os repasses do dinheiro, que teoricamente era para estar disponível a qualquer tempo.

Neste mesmo pequeno município do agreste Pernambucano, somente os professores contratados receberam o reajuste, e os efetivos que estudaram, batalharam, passaram em concurso, ficaram a ver navios e à espera da boa vontade do governo. Certamente este dinheiro será pago, resta saber quando e como. E o disse me disse pelas ruas e redes sócias da cidade aumenta. Cada um defende seu patrão do jeito que pode e os que foram excluídos reclamam mesmo que em silêncio e recorrem a quem os ajudar.

De fato vos digo “só teremos um governo digno do nosso povo, quando o governante respeitar esse mesmo povo, e para se respeitar um cidadão não precisa dar dinheiro nem tão pouco favores, basta apenas respeitar os DIREITOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS”.

Eu estou dando minha cara para bater e me expondo sem medo, pois tenho direitos e você sabe disso. E você meu amigo o que tá fazendo para mudar a situação?


PERGUNTAR NÃO OFENDE: quem será eleito o culpado por este problema? Quem será o bode expiatório dessa vez? Serei EU?

Um comentário:

  1. cade que o pessoal do saloa´noticias comentam sobre o salario dos professores, eles deviam colocar no feec.

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.