GALERIA EX-PREFEITOS DE SALOÁ ANISIO HONORATO DE GODOY - ANISIO VOLTA AO PODER PELA 2ª VEZ

GALERIA EX-PREFEITOS DE SALOÁ
ANISIO HONORATO DE GODOY
ANISIO VOLTA AO PODER PELA 2ª VEZ

Anísio ao lado de Jarbas Vasconcelos

Anisio Honorato de Godoy, voltou a ser eleito (2º mandato) prefeito de Saloá, nas eleições de 15 de Novembro de 1972 e governou Saloá dos dias 31 de Janeiro de 1973 até o dia de 31 de Janeiro de 1977. Seu vice-prefeito era José de Freitas Sobrinho (Zequinha). Registrem-se nos anais da história o dia 15 de Novembro de 1972 a data das eleições daquele ano.

AS ELEIÇÕES DE 72 – “Surgiram novas etapas para as eleições de 1972, manifestaram-se como candidatos o Sr. Ubirajara Barbosa da Silva, com seu vice Adione Ferreira Maciel, com o apoio do prefeito Antonio Alves de Souza (Antonio Ricardo). Apresentaram-se também, Anisio Honorato de Godoy, com seu vice José de Freitas Sobrinho (Zequinha) esses com o apoio do povo.
Programaram-se e continuaram em campanha e apresentaram-se ao povo do município. De livre escolha a vontade do povo, que compareceram às urnas e votaram em: Anisio Honorato de Godoy, com seu vice< José de Freitas Sobrinho. Eleitos na forma da lei, assim Saloá teve a frente da sua administração composta”.

CAMÂRA DE VEREADORES – Foram eleitos para a câmara de vereadores de saloá nas eleições de 15 de Novembro de 1972, sete (07) vereadores. A câmara ficou assim composta:
Manoel Carlos Sobrinho;
Manoel Pereira Godoy;
Manoel Pinheiro da Silva;
João José da Rocha;
João Vicente Filho;
José Barra Nova Côrrea;
Francisco de Assís Souto.

CASSAÇÃO DE MANDATO LEGISLATIVO –” Para que conste nos anais da história do município de Saloá, o vereador Manoel Pinheiro da Silva, que foi eleito nas eleições de 15 de Novembro de 1972, teve seu mandato legislativo cassado na forma da lei. O vereador Manoel Pinheiro deixou de comparecer a cinco reuniões anexas (consecutivas) mesmo sendo convocado oficialmente para as mesmas. Por ter se afastado da câmara por tantas sessões sem nenhuma explicação ou comunicado, foi convocado na forma da lei o 1º suplente o Sr. Antonio Manoel de Melo. No prazo de 10 dias da cassação do vereador Manoel Pinheiro, o suplente Antonio Manoel de Melo, compareceu ao chamado e foi empossado vereador”.

Fonte: José de Freitas Sobrinho, no livro. A História de Saloá, 1995.
Créditos Foto: Maria Adriana (Ana).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.