ESTUDANTES SALOAENSES SÃO APROVADOS EM ELETROELETRÔNICA DO IFPE 2015

ESTUDANTES SALOAENSES SÃO APROVADOS EM ELETROELETRÔNICA DO IFPE 2015


Os estudantes Saloaenses Maria Naine, Valdemir José e Luiza Andreza Freitas, foram aprovados no vestibular do IFPE 2015.1. O trio Saloaense eram estudantes do 3º Ano da Escola de Referência do Ensino Médio (EREM Monsenhor João Marques) no ano de 2014. Valdemir josé é o jovem estudante Saloaense que ganhou o concurso da Marinha do Brasil e foi para Antártica. Por email os estudantes descrevem os momentos de ansiedade e felicidades.

CONFIRAM

Recebemos a informação sobre as inscrições em outubro de 2014, dos cursos que o IFPE (Instituto Federal de Pernambuco) estava oferecendo, através do nosso professor do Ensino Médio Integral, Tiago Cavalcante, que nos ensinava as disciplinas de Geografia, Filosofia e Sociologia na EREM Monsenhor João Marques.

Não perdemos tempo, e nos inscrevemos o mais rápido possível no curso de Eletroeletrônica. Uma emoção só, para que o dia da prova chegasse logo. Então chegou o mês de novembro e fizemos o vestibular e mantemos a confiança de pé.

Em dezembro, recebemos o resultado dos classificados nos cursos. Mas infelizmente, o nosso nome não estava incluído naquela lista pois a concorrência era grande. Mas não perdemos a esperança e fomos olhar a lista dos remanejados e o nosso nome estava lá, em boas colocações no meio de tantos e tantos que também almejavam uma vaga no IFPE.

Depois de quase dois meses esperando o resultado dos remanejados, no dia 6 de fevereiro de 2015, saiu a lista das pessoas que foram reclassificadas. Pulamos de alegria, pois o nosso nome estava incluído naquela lista. Uma conquista mais do que conquistada em nossas vidas.

Foi uma coincidência, pois nós três estudamos juntos durante o Ensino Médio Integral.

Sentimentos quando recebemos o resultado:

“Logo que saiu o resultado do vestibular, vi que não tinha sido classificada de primeira. Mas restava uma chance no remanejamento. Fiquei muito ansiosa. Quando vi que estava entre os remanejados, quase não acreditei e mais do que isso, quando fui reclassificada. Foi uma felicidade imensa, foi uma prova de que sou capaz de conquistar aquilo que desejo.” Diz a estudante Naiane Moraes.
Naine (blusa azul)

“Quando foi publicado o resultado do vestibular, vi que não tinha sido classificado, fiquei um pouco triste, mas esperançoso, pois ainda restava-me a chance do remanejamento. Ansioso ficava eu, todos os dias. Então saiu o resultado, e vi que tinha sido aprovado. Foi uma emoção muito grande que de dentro de mim saia gritando: consegui.” Diz o estudante Valdemir José.
Valdemir

“Quando recebi o resultado, fiquei surpresa e triste ao mesmo tempo pois não havia passado, mas encontrava-me com muitas chances de passar, pois fiquei numa colocação próxima à quantidade de vagas. Ficava eu esperando o resultado da reclassificação, até que um dia meu amigo me surpreende com a notícia que tinha sido aprovada e quase não acreditei. Mas depois pensei e entendi que tudo tem o seu tempo certo, e esse tempo chegou.” Diz a estudante Luiza Andreza.
Luiza Andreza

Agora é só realizar a matrícula na próxima semana no IFPE Campus Garanhuns. E a previsão do início das aulas é em março, com duração de dois anos.

AGRADECIMENTO GERAL DE NAIANE MORAES, VALDEMIR JOSÉ E LUIZA ANDREZA

Agradecemos primeiramente a Deus por mais uma vitória em nossas vidas. E também, agradecemos aos nossos familiares, amigos e professores que sempre estiveram nos ajudando.

Maria Naiane de Moraes Silva 18 anos
Valdemir José da Silva 17 anos
        Luiza Andreza da Silva Freitas 17 anos

4 comentários:

  1. Na Prata teve aprovados tbm.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia! Me mande as informações que terei o maior prazer em divulgar, temos que valorizar nossos estudantes. Um abraço. Aguardo as informações no email : w.antonio.bio@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. que essa seja a primeira de muitas outras

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.