Crise Hídrica – VEREADORES DE CAPOEIRAS LUTAM POR MAIS ÁGUA PARA O MUNICÍPIO

Crise Hídrica – VEREADORES DE CAPOEIRAS LUTAM POR MAIS ÁGUA PARA O MUNICÍPIO


Por Junior Almeida via blog do Roberto Almeida

A barragem do Gurjão, que abastece as cidades de Capoeiras e Caetés, secou de vez, e água que é bom, só de carro pipa, mesmo assim quando vai de Garanhuns, que com a estiagem prolongada, também já enfrenta um racionamento de um dia com água e oito sem. Se para os moradores das zonas urbanas dessas cidades já está ruim, imaginem então para o homem do campo, que além de ter perdido toda a lavoura com a seca, precisa de água para o consumo humano e ainda têm que dar de beber ao parco rebanho.

Preocupados com a situação cada vez pior, os vereadores da oposição de Capoeiras, Carla Rodrigues, Érico Barbosa, Verônica e Sérgio Papa Légua, resolveram unir forças com os colegas governistas da Casa, e solicitaram à Prefeitura ações que deixem tanto o açude da cidade quanto o do Gurjão, preparados para receber as chuvas, que segundo acreditam, estão perto de cair em toda a região.

De início, todos os parlamentares de Capoeiras se reuniram no dia 14 de fevereiro na Câmara Municipal com o gerente regional da COMPESA (Companhia Pernambucana de Saneamento, Igor Galindo, onde cobraram mais água para o município. Segundo informou ao blog, um dos vereadores, o funcionário da estatal, disse que a despesa com água em Capoeiras no valor de R$ 41 mil  mensais estava muito alta, e que existe a intenção de diminuir a quantidade de carros pipas que abastecem o município.

Igor Galindo propôs cobrar uma taxa de R$ 35 por morador, para que o abastecimento passasse dos mil litros d’água, que são distribuídos por residência atualmente, para três mil litros. Essa proposta do gerente da Compesa foi imediatamente rejeitada por todos os vereadores, que alegaram a situação difícil que vive a população, portanto, sem condições financeiras para pagar pela água. Com o entrave da situação, o vereador governista Bruno Barros propôs que deixasse a população decidir se queria ou não pagar por mais água, e sugeriu que fosse realizada uma consulta popular.

Buscando mais alternativas para tentar resolver ou pelo menos amenizar o grave problema da seca, essa semana os quatro vereadores da oposição, estiveram na barragem do Gurjão, onde viram de perto a tristeza de um “gigante ferido de morte”. - É de cortar coração ver um açude do tamanho do Gurjão sem uma gota d’água sequer. Disse a vereadora Carla Rodrigues.

Para os parlamentares, o reservatório precisa urgentemente de uma grande limpeza, pois se encontra totalmente assoreado e com o mato alto tomando conta. Os vereadores acreditam que esse é o momento ideal para que um trabalho desse tipo seja realizando, deixando o açude pronto para receber as águas. Os vereadores querem que os reservatórios estejam limpos antes das primeiras chuvas, e por isso solicitaram à prefeita Neide Reino, que ela intervenha  junto aos órgãos competentes para que o trabalho seja feito.

Os vereadores acham que pela prefeita pertencer ao PSB, partido do governador Paulo Câmara, e também ser a atual presidente da Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional, CODEAM, fato que segundo entendem os parlamentares, enche de orgulho os capoeirenses, que Neide Reino tem mais força para resolver os problemas do seu município.

Enquanto o gerente da Compesa acha que a empresa está gastando muito dinheiro, aproximadamente 2 reais por mês com cada morador de Capoeiras, e tem a infeliz ideia de querer diminuir o número de veículos que abastece o município, os vereadores da situação e também da oposição deixaram suas diferenças de lado e estão unidos para tentar resolver os problemas do seu povo, com idéias simples e lógicas, que é a limpeza dos seus reservatórios. Cabe agora aos poderes executivos, tanto municipal quanto o estadual, colocarem em prática as boas propostas dos parlamentares. Crédito da foto: Carla Rodrigues (barragem do gurjão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.