Encceja irá substituir o ENEM como exame de conclusão do Ensino Médio

Encceja irá substituir o ENEM como exame de conclusão do Ensino Médio


Você já ouviu falar na avaliação do 
Encceja 2017 INEP para certificação de conclusão do Ensino Médio? Pois bem, a partir do segundo semestre deste ano, o ENEM se despede dessa função, e o Encceja assume a tarefa de deixar jovens e adultos aptos a buscarem uma formação superior.

Mas o ENEM irá acabar?

Não. O Encceja já aplica atualmente os exames para concluintes do Ensino Fundamental e irá se expandir para abranger também o Ensino Médio. O ENEM passa a ser apenas instrumento para ingresso no Ensino Superior.
Mas por que a decisão do Encceja 2017 INEP?
O Exame Nacional para a Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) não é nada novo. Foi criado em 2002 e é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).
Antes de 2009, o Encceja era o responsável por certificar alunos dos Ensinos Fundamental e Médio. Mas, após uma mudança no ENEM, deixou de aplicar o exame de Ensino Médio.
E por que mudar novamente?
Segundo o Ministro da Educação, o ENEM acaba sendo um nível de prova que exige mais do que o necessário daquele indivíduo que deseja apenas a sua certificação.

Para que serve o Encceja?

É aplicado no Brasil e no exterior. Fora do País, ele certifica brasileiros da conclusão do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.
Quem pode participar?
Podem participar do Encceja detentos que não têm conclusão dos estudos e internos de unidades socioeducativas. Quase 50% das pessoas que cumprem pena em penitenciárias do Brasil não concluíram o Ensino Fundamental. Portanto, o exame é uma boa oportunidade para essas pessoas.
A prova é destinada ao público com no mínimo 15 (quinze) anos completos na data das provas – para certificação do Ensino Fundamental. Já a certificação do Ensino Médio exige uma idade mínima de 18 (dezoito) anos completos na data das provas.
Qual a pontuação mínima?
Para conseguir o certificado, a pessoa precisa atingir pelo menos 100 pontos (a escala da avaliação é de 60 a 180), além de 5 pontos na redação (vai de 0 a 10).
Como se preparar para o Encceja?
Para se preparar para a prova, o Inep disponibiliza materiais didáticos para ambos os objetivos de conclusão. Além disso, há a Matriz de Competências e Habilidades, para que a pessoa que fará o exame saiba o que será cobrado em diferentes âmbitos (disponíveis no site do INEP).

Formato da prova

As provas consistem de questões objetivas e texto dissertativo-argumentativo sobre os mais variados temas em voga na sociedade, como cultura e política.
Aqueles que não obtiveram a média necessária para certificação de conclusão do ensino através do Encceja Nacional poderão se inscrever novamente para eliminação do componente curricular desejado, se for do seu interesse.
Inscritos no Encceja Nacional que tenham obtido a certificação do Ensino Médio deverão passar pelo ENEM para ingresso em universidades.
Inscrições
Para a inscrição no exterior, o participante deve informar número do passaporte, RG, CPF e um e-mail válido. Uma vez certificado pelo Encceja Exterior, ele pode se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e no Sistema de Seleção da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

REGRAS E DATAS DO ENCCEJA

 

·                   Data da prova: 8 de outubro (manhã e tarde)
·                   Inscrições: 7 a 18 de agosto.
·                   Quem pode fazer: a partir de 15 anos - nível fundamental; a partir de 18 anos - nível médio.
·                   Locais de prova: 564 cidades; lista não foi divulgada
·                   Como será a prova: Redação + 30 itens de múltipla escolha por área, somando 120 questões.
·                   Pontuação: recebe o diploma que tirar ao menos 50% em cada área, inclusive na redação.
·                   O que vai cair na prova: O Inep diz que a prova terá as mesmas referências do Enem. O edital com detalhes será publicado em 24 de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.