Legislação eleitoral deve adiar candidatura de Ricardo Alves a deputado – Marcantonio Dourado é o deputado estadual de Saloá

Legislação eleitoral deve adiar candidatura de Ricardo Alves a deputado – Marcantonio Dourado é o deputado estadual de Saloá

Image result for ricardo alves prefeito de saloá

Deve ficar para 2022 o sonho de Ricardo Alves (PMDB), prefeito de Saloá, concretizar sua candidatura a deputado estadual e a uma das 49 vagas da ALEPE. Como especulado em matérias anteriores por este veículo de comunicação e difundida por seus seguidores tanto a nível municipal, quanto regional, a candidatura de Ricardo em 2018, deverá esperar um pouco mais.

É que, segundo a legislação eleitoral vigente, ocupantes do executivo (prefeitos, governadores, presidente), só poderão concorrer a um cargo público, diferente dos que já ocupam se renunciarem ao cargo ora ocupado, até seis meses antes do pleito eleitoral – ver art. 14, § 6º, da Constituição; art. 1º, § 1º, da LC nº 64/90 -, e convenhamos que isso não irá acontecer.

Caso Ricardo queira ser candidato a deputado estadual, teria que renunciar ao seu mandato até 7 de abril de 2018, o que daria 2 anos e 9 meses de mandato ao seu atual vice-prefeito. O mesmo vale para outros prefeitos que queiram enfrentar as eleições no próximo ano. De acordo com pessoas muito próximas ao gestor saloaense, seu foco para o futuro é trabalhar para eleger seu sucessor em 2020 e aí sim, começar desenhar sua candidatura de deputado à ALEPE em 2022.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em péCom o atual cenário, Marcantonio Dourado (PSB), deverá ser o deputado mais uma vez do grupo Café com Leite, para as eleições de 2018. Com sua dupla de deputados definida, Danilo Cabral (PSB) federal e Marcantonio Dourado (PSB) estadual o grupo político vai tentar bater o recorde de votos para seus deputados que até hoje pertence à Zé do Leite (PR), quando este era prefeito.

No ano de 2006, Zé do Leite e equipe conseguiram 3.304 para Izaías Régis, estadual e 3.769 para Armando Monteiro federal. Em 2010, Gilvan Pereira (PTB) e seu grupo conseguiram 3.093 para Aglaílson Júnior, estadual e 3.298 para Eduardo da Fonte, federal. Em 2014, no primeiro mandato de Ricardo Alves, seu grupo conseguiu 2.389 para, Marcantonio Dourado, estadual e 2.759 para, Danilo Cabral, federal.

Foto 1 - Ricardo Alves em evento político na cidade de Bom Conselho
Foto 2 - Marcantonio na abertura do São João de Saloá 2017, com o presidente da câmara de vereadores de Saloá e sua esposa.

2 comentários:

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.