Garanhuns será palco de grandes disputas – 2020 começa em 2018

Garanhuns será palco de grandes disputas – 2020 começa em 2018

Por Wellington Ribeiro do blog Ponto de Vista
Sem um representante da “terra” na Alepe desde o ano de 2013, quando o então deputado Izaias Regis deixou o posto para assumir a prefeitura, Garanhuns, município polo do Agreste Meridional, corre sério risco de não eleger uma liderança local para a Casa Joaquim Nabuco em 2018.
Apesar de nomes como o do vereador Zaquel (PDT) e o do ex-vereador Sivaldo Albino (PPS) despontarem como possíveis candidatos, vale lembrar que ambos disputaram os postos sem sucesso em 2014. O primeiro alcançou 23.504, dos quais 19.826 votos foram em Garanhuns, já o segundo chegou ao total de 13.310, onde 9.848 vieram da Cidade das Flores. Nas suas respectivas coligações eles ficaram em uma colocação bastante distante para alcançar uma cadeira.
Apesar de ser uma tradição a população de Garanhuns garantir uma votação expressiva aos seus cidadãos, pesa contra os candidatos locais o fato de serem incapazes de conseguir ampliar a sua votação além das fronteiras da terra do frio.
De olho na sucessão do prefeito Izaías Regis, lideranças do município parecem não se importar muito com a impossibilidade de êxito na disputa, mas sim em garantir o seu espaço para manter o nome em evidência e assim chegar em 2020 competitivo. Por esta razão, não apenas Zaquel e Sivaldo pretendem se empenhar neste sentido, mas também até o ex-prefeito Silvino Duarte parece estar avaliando a possibilidade.
Outro nome que corre por fora, mas que também não pode ser subestimado, é o do deputado estadual Álvaro Porto (PSD). Ele é frequentemente visto ao lado do prefeito Izaías Regis, já conta com o apoio de quatro vereadores do município e tem articulado no sentido de obter o apoio do gestor garanhuense à sua reeleição.
Com sua principal base em Canhotinho, deputado estadual mais votado no Agreste Meridional em 2014 e com uma ampla base de apoio em várias cidades, Álvaro independe do apoio de Izaías para se reeleger. No último pleito chegou a ser o terceiro mais votado de Garanhuns com 4.844 votos. O que se comenta é que a sua principal intensão nesta investida é a de sair com uma votação consagradora no município para se colocar como candidato a prefeito em 2020.
A eleição de 2018 em Garanhuns sem dúvida revelará os destinos de 2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.