Protesto na BR- 423 em Paranatama, moradores protestam contra o governo do estado

Protesto na BR- 423 em Paranatama, moradores protestam contra o governo do estado


16-11-2017 – Reivindicando promessas não cumpridas por parte do governo do estado, cerca de 25 associações do município de Paranatama, iniciaram um protesto na manhã desta quinta-feira (16), fechando a BR-423 na altura da fábrica de reciclagem (entrada de Paranatama). A população ateou fogo em pneus como forma de protesto para chamar a atenção das autoridades e terem seus pedidos atendidos.

Segundo as informações colhidas no local, os moradores cobram do governo do estado a liberação do “caráter produtivo” das cisternas calçadão que foram construídas ainda no ano de 2012 e até agora só promessas e nada de recurso liberado. Serão cerca de 125 famílias beneficiadas com valores entre R$ 1.250,00 e 1.500,00.

Cobram à construção de 700 cisternas de 1º água, que foram prometidas pelo então secretário de agricultura do estado, Nilton Mota e nunca foram construídas. O protesto conta com o apoio dos sindicatos locais, STR e SINTRAF. Segundo os manifestantes todos os pontos reivindicados foram discutidos no Conselho de Desenvolvimento Rural do Município. “Autoridades foram alertadas e nós procuramos o governo para atender as promessas não cumpridas, o pró-rural foi alertado deste protesto só que não conseguiu resolver as questões”, revelou um morador que fazia parte do protesto.

Outro ponto de reivindicação dos moradores, é a recuperação da PE (Av. Roldão José Guimarães) que dá acesso à Paranatama que encontrasse totalmente esburacada. Os moradores alertam que o então governador, Eduardo Campos, teria prometido arrumar o asfalto quando esse veio inaugurar o matador público municipal no ano de 2012.



O protesto começou por volta das 6 da manhã e os manifestantes dizem que só vão liberar o local quando um representante do governo do estado for conversar com eles e resolver a questão em definitivo. Já existe um engarrafamento de cerca de dois quilômetros nos dois sentidos da via.

Um comentário:

  1. Boa noite, sobre esse manifesto de hoje no município de Paranatama, quero deixar bem claro que, como coordenador do CMDSR, não tenho nada contra qualquer manifesto até porque é um direito do cidadão, mas que esse de hoje não teve nenhuma decisão vinda do conselho.
    Eu como coordenador, tentei marcar uma reunião com as pessoas que estavam a frente desse manifesto, porém as mesmas disseram que já tinham tomado a decisão de fechar a BR, certo que entre essas pessoas tinham presidente de associações mas que foram de espontânea vontade e não por decisão tomada no conselho.
    Que fique bem claro que eu LUCIMARIO DE MIRANDA, Coordenador do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável de Paranatama, declaro que em nenhum momento a decisão de fechar a BR 423, não saiu de nenhuma reunião coordenada pelo Conselho.

    ResponderExcluir

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.