A máquina eleitoral montada por Eduardo da Fonte e o PP

A máquina eleitoral montada por Eduardo da Fonte e o PP


Deputado Federal mais votado por Pernambuco em 2014 e um dos poucos a romper a barreira dos 300 mil votos (2010), Eduardo da Fonte (Progressistas), está montando uma verdadeira máquina eleitoral concentrada em um único partido. Mentor da chapinha para deputado federal que deve reunir, Wolney Queiroz (PDT), Luciana Santos (PCdoB), Augusto Coutinho (SD), Cadoca (sem partido), Luciano Bivar (PSL), Severino Ninho (PSB) e o recém chegado ao partido o deputado federal, Marinaldo Rosendo, a chapinha já vem incomodando os aliados do governador Paulo Câmara (PSB).

Se antes alguns imaginavam que a chapinha arquitetada por da Fonte, seria uma maneira mais fácil de se chegar ou manter uma cadeira na câmara federal, hoje, a visão é outra. Pela pujança eleitoral o PP quer hoje uma das vagas para o senado e até mesmo a vaga de vice na chapa de Paulo. A deputada federal, Luciana Santos, já chegou a defender o nome de Eduardo da Fonte para o senado.

No campo dos deputados estaduais, a chapa montada pelo PP visa eleger de 10 a 11 parlamentares para a casa Joaquim Nabuco (ALEPE). Atualmente detentor de seis deputados estaduais, comentasse nos bastidores que somente o PP terá algo em torno de 30 candidatos, todos com uma capacidade de votos entre 15 e 25 mil votos.

Recentemente Dudu da Fonte filiou em seu partido o ex-candidato a prefeito de Caruaru, o delgado Lessa, que teve expressiva votação em 2016 e será candidato a deputado estadual. No mesmo sentido o empresário e ex-prefeito de Ribeirão, Clovis Paiva aceitou o convite e deverá ser mais um bom candidato da sigla no estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.