A urgência, urgentíssima de Garanhuns - Governo e Oposição mostram suas armas

A urgência, urgentíssima de Garanhuns - Governo e Oposição mostram suas armas

Resultado de imagem para camara de garanhuns

Desde a última quarta-feira (05) que não se fala outra coisa nos principais blogs e rádios de Garanhuns a não ser a tão – na visão de alguns – famigerada, URGÊNCIA, URGÊNTISSIMA na aprovação de projetos na câmara de vereadores de Garanhuns. Governo e Oposição travaram acalorados debates no plenário representados pelo líder do Governo, vereador Alcindo Correia e pela líder da Oposição na pessoa da vereadora Betânia da Ação Social.

Abaixo reproduzo na íntegra matéria do blogueiro e jornalista Carlos Eugênio, por analisar e entender que foi quem melhor sintetizou o debate mostrando os dois lados da discussão e contando um pouco da história dos parlamentares envolvidos na celeuma.

DO BLOG DO CARLOS EUGÊNIO - A tramitação de projetos oriundos do Poder Executivo na Câmara de Vereadores de Garanhuns gerou um acalorado debate entre a vereadora Betânia Monteiro (PTB), que integra a Oposição, e o Vereador Alcindo Correia (PCdoB), líder do Governo Municipal na Câmara.

As Matérias foram apreciadas em regime de Urgência-Urgentíssima, porém, a Vereadora= discordou da ação. É que no entendimento de Betânia, apesar de estar previsto no Regimento Interno da Câmara, a tramitação dos Projetos nesse regime atrapalha a análise dos assuntos votados. Porém, ao usar da palavra, Alcindo lembrou que quando integrava a bancada governista, Betânia não discordava desse tipo de tramitação. “Quando a Senhora assina é certo. Quando não assina é errado!”, observou o Parlamentar, que foi além e disparou: “quando Vossa Excelência (Vereadora Betânia) era Governo, tudo era bom, tudo era uma maravilha. Agora nada presta! Em um ano e pouco já mudou tudo isso?”, questionou Correia.


Da pauta legislativa, a discussão migrou para os interesses pessoas. Em certo momento da reunião realizada na manhã de ontem, dia 5, na Câmara de Garanhuns, a vereador Betânia Monteiro acusou Alcindo de defender os projetos do Governo de Governo, sobretudo a tramitação com urgência, por interesse próprio, já que, segundo Betânia, um filho do Vereador Alcindo, foi indicado para a função de Sub-prefeito de São Pedro.


Em resposta, Alcindo fez questão de explicar as particularidades da função de Líder do Governo e cutucou Betânia, sugerindo que Ela teria sido eleita por conta da estrutura da Secretaria de Assistência Social. “Se não fosse esse Governo, Vossa Excelência não estaria aqui (na Câmara). Se não fosse a Secretaria (de Assistência Social), Vossa Excelência não estava aqui não”, registrou Alcindo. “Não devo nada ao Gestor do Município e nem ele a mim (...); tive a oportunidade de trabalhar no Município sim, mas meu trabalho foi digno, foi reconhecido”, observou Betânia, ao usar da palavra após Alcindo.

Vale registrar que a vereadora Betânia Monteiro trabalhou na Secretaria de Assistência Social entre os anos de 2013 e 2016, adotando, inclusive, o nome Betânia da Ação Social durante a campanha de 2016 e até os dias atuais. Já o Distrito de São Pedro (imagem ao lado), desde 2015, sempre teve pessoas ligadas ao Vereador Alcindo Correia exercendo a função de Sub-prefeitos, todos realizando trabalhos reconhecidos pela Comunidade Local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.