Bolsonaro cancela viagem aos EUA para receber prêmio por enxergar ideologização no evento - Senador americano comemora

Bolsonaro cancela viagem aos EUA para receber prêmio por enxergar ideologização no evento -  Senador americano comemora


Em nota oficial divulgada pelo Palácio do Planalto, o presidente da república, Jair Bolsonaro (PSL), diz que ficou caracterizada a “ideologização” da cerimônia de entrega do prêmio de Personalidade do Ano, que lhe foi conferido pela Câmara de Comércio Brasil/EUA.
A nota agradece a instituição pela escolha, mas diz que “em face da resistência e dos ataques deliberados do prefeito de Nova York e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade”.
O senador americano, o democrata Brad Hoylman, comemorou, em seu perfil no Twitter, o cancelamento da ida do presidente Jair Bolsonaro a Nova York. O democrata havia feito uma petição com 1 pedido à rede de hotéis Marriott que desistisse de receber o evento que “honraria” 1 “homofóbico”. Segundo Brad Hoylman, o abaixo assinado já havia alcançado mais de 50 mil assinaturas.
“Vitória: Nós enfrentamos o presidente homofóbico do Brasil Jair Bolsonaro e vencemos”, afirmou Brad em sua conta no Twitter. “O ódio não tem lugar em Nova York”.
Não bastasse ver “ideologias” no Brasil, o que está a provocar um desmonte no setor educacional, o infame presidente do Brasil, agora começa ver “ideologia” no país mais capitalista do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidades, não ofenda e nem acuse a quaisquer cidadão. afinal o blog, o blog é de vocês.